domingo, 11 de julho de 2010

Hélio Costa participa de encontro evangélico e critica salário dos professores de MG


O candidato da coligação Todos Juntos por Minas (PMDB/PT/PC do B/PRB) ao Palácio da Liberdade, Hélio Costa, criticou, neste sábado, a política salarial do governo de Antonio Anastasia (PSDB). Depois de lembrar o aumento na arrecadação do Estado, de R$ 12 bilhões para R$ 37 bilhões, o senador peemedebista disse que o governo mineiro fez pouco pelo funcionalismo, em comparação com o governo Lula. "O governo Lula deu para o funcionalismo federal 500% de aumento nos últimos oito anos. Como pode uma professora (de Minas Gerais) ganhar menos que o salário mínimo, enquanto somam vantagens para fingir que estão pagando o piso?", criticou durante discurso em Cataguases.

Hélio Costa criticou o projeto do Executivo aprovado pela Assembleia Legislativa pouco antes da campanha, modificando os vencimentos dos professores. "Para o professro que chegou, pode ser bom, mas não vai ter como ele progredir na carreira", assegurou.

O senador peemedebista também acusou o governo tucano de se apoderar do programa de eletrificação rural, que seria predominantemente feito pelo governo federal. Para Hélio Costa, o governo mineiro tem divulgado que 70% do programa é feito pelo Estado, e garantiu que esse é o percentual investido pelo governo Lula.



Evangélicos

O candidato está de olho no voto dos evangélicos. Na manhã deste sábado, em Cataguases, Hélio Costa (PMDB) participou da Grande Concentração de Milagres, promovida pela Igreja Mundial do Poder de Deus. O evento ocorreu menos de 24h após o candidato tomar benção do arcebispo metropolitano de Montes Claros, dom José Alberto Moura, a quem pediu sugestões para o programa de governo.


O encontro religioso começou por volta das 10h30, na entrada da Vila Reis, terminando por volta de 12h. Desta vez, Hélio não estava acompanhado do candidato a vice Patrus Ananias (PT) e do concorrente ao senado da coligação Fernando Pimentel (PT).
De acordo com os organizadores, o evento reuniu cerca de 30 mil evangélicos, incluindo o apóstolo Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, que declarou apoio ao peemedebista.

Hélio Costa, por sua vez, elogiou as ações sociais da igreja. "É muito importante o trabalho com as pessoas mais carentes”, disse. No encontro, o candidato lembrou a que quando ocupava o cargo de Ministro das Comunicações determinou a instalação de 10Telecentros com acesso a internet banda larga em Cataguases.

Fonte: Jornal O Estado de Minas - 10/07/2010