quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Ações da prefeitura nos bairros

 Assessoria de Comunicação da PMC
Obras no Leonardo
Obras no Bom Pastor

Seguem em ritmo acelerado os trabalhos de infraestrutura e de calçamento em vários bairros de Cataguases, num conjunto de obras que vai atender a 50 ruas do município. Depois de concluir o recapeamento asfáltico em toda a Taquara Preta, começaram nesta semana, simultaneamente, o assentamento de galerias pluviais nos bairros Bom Sucesso, Leonardo e Primavera. No povoado da Lajinha, distrito de Aracati, começam nesta segunda-feira, 27, a abertura de valas nas Ruas I, II, e III para também receberem redes pluviais, que nunca existiram naquela localidade. Calçamento em bloquetes, meios-fios e sarjetas farão parte da etapa final dos trabalhos.

As obras estão sendo realizadas graças a um convênio entre o município e o governo de Minas, através da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), que destinou à Prefeitura de Cataguases mais de 3 milhões e 300 mil reais (R$ 3.345.877,66) para o programa de urbanização e melhoramento de vias públicas. A Companhia da Obra ? empresa licitada para a execução - tem prazo de seis meses para cumprir o cronograma dos projetos elaborados pelo setor de Engenharia da Secretaria Municipal de Obras.

As mesmas benfeitorias que estão sendo realizadas no Primavera, Leonardo e Bom Sucesso serão levadas aos bairros Menezes, Sol Nascente, Colinas, Granjaria, São Vicente, São Pedro, São João, Sebastião Adolfo, Marote e Ibrahim.

Um detalhe que também chama a atenção é a geração de emprego. Conforme informou o gerente administrativo da Companhia da Obra, Jorge Luiz Soares de Andrade, "toda a mão-de-obra envolvida na execução dos projetos é de Cataguases".

sábado, 25 de setembro de 2010

Você sabe o que são hoaxes? Cuidado! Você pode ser vítima.

Montagem grotesca que ilude o receptador do e-mail
Confesso que ainda tenho dúvidas se o rumo que o PT Nacional tomou é o melhor para o país e para o PT, portanto votarei em Marina Silva para presidente, pois nem toda admiração do trabalho brilhante de Lula durante estes oito anos conseguiu fechar a mágoa do que foi feito com Marina quando ainda era ministra do meio ambiente, ocasionando sua transferência para o partido verde. Lula errou feio. Ela deveria ser a candidata do PT. Mas costumo ser justo e tenho que manifestar minha indignação e esclarecer os amigos que acompanham meu blog. Nos últimos dias tenho recebido várias mensagens sobre a candidata Dilma Roussef. Primeiro um e-mail dizia que ela era guerrilheira, no outro que ela não poderia entrar em vários países por causa de sua ficha criminal, no outro que era lésbica, no outro que assaltava bancos (inclusive com a ficha criminal em anexo e fotos das supostas vítimas) e tem também aquela carta dizendo que o seu vice, michel temer, era Satanista. Todos são boatos que surgem e atrapalhama vida dos brasileiros que ficam sem saber se acreditam ou não. Existe um termo técnico para isso: Hoaxes. Você sabe o que é? Hoaxes são boatos espalhados por mensagens de correio eletrônico, que servem para assustar o usuário de computador. Uma mensagem no e-mail alerta para um novo vírus totalmente destrutivo que está circulando na rede e que infectará o micro do destinatário enquanto a mensagem estiver sendo lida ou quando o usuário clicar em determinada tecla ou link. Quem cria a mensagem hoax, normalmente costuma dizer que a informação partiu de uma empresa confíavel, como IBM e Microsoft, e que tal vírus poderá danificar a máquina do usuário. No caso da Dilma, anexam fichas da polícia, mostram fotos, etc.

Desconsidere a mensagem. Em hipótese alguma, clique em qualquer link, pois poderá ser algum malware (vírus) ou Spyware (Programa espião) ou cavalo de tróia (Arquivo comum, não detectado pelo antivírus que quando chega ao computador, saipara atacá-lo).

Veja abaixo as categorias de hoaxes (vírus-boato) e de cartas-correntes:

Alertas de código malicioso (vírus e cavalos de Tróia) Avisos sobre cavalos de Tróia, vírus e outros códigos perniciosos, sem base em fatos. Os alertas sobre as mensagens com tema Good Times e semelhantes se enquadram aqui.

Mitos e lendas Urbanas
Alertas e histórias sobre coisas ruins que supostamente teriam acontecido a pessoas e animais, mas na verdade não aconteceram. Histórias como a do poodle no microondas e das agulhas em assentos de cinema são um bom exemplo.

Brindes e presentes
Histórias sobre brindes e presentes oferecidos por grandes empresas. Se você enviar a mensagem a outras pessoas, uma grande empresa lhe enviará muito dinheiro, roupas, oferecerá férias grátis etc. Espere sentado por isso. Vai falar que não encaminhou uma mensagem para ganhar um nootebook da Ericsson?

Alertas inconseqüentes
Alertas desatualizados ou sobre coisas reais que não representam grande problema.

Mensagens de simpatia e pedidos de ajuda para terceiros
Pedidos de ajuda ou de mensagens de simpatia para alguém que teve problemas ou sofreu um acidente. Vai dizer que nunca encaminhou a mensagem para ajudar o bêbe desfigurado? Cada mensagem a Uol paga 7 centavos. Fala sério, tem gente que acredita!

Correntes de cartas tradicionais
Correntes de cartas tradicionais com ameaças de má sorte caso você as interrompa, ou que pedem que você envie dinheiro a um número x de pessoas no topo da lista antes de retransmitir a mensagem.

Correntes de ameaças
Mensagens ameaçando você, seu computador ou alguém mais caso elas não sejam retransmitidas.

Correntes de mensagens falsas
Mensagens de e-mail que parecem vir de uma empresa legítima, mas são, na verdade, trapaças e armadilhas.

Correntes de histórias assustadoras
Mensagens de e-mail contando histórias terríveis que aconteceram a pessoas (especialmente mulheres).

Piadas
Mensagens de alerta em que é difícil imaginar que alguém acredite.

Lendas reais
Histórias e mensagens reais que não são embuste, mas continuam rodando na Internet.

Histórias adulteradas
Histórias verdadeiras nas quais os fatos foram adulterados para servir aos interesses de alguém.

Origem desconhecida
Mensagens que não soam verdadeiras, mas que não se consegue provar a falsidade. 


Conselho deste blogueiro: Na dúvida, não avnce o sinal!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

TORRES GEMEAS: O povo está na rua, Anastasia a culpa é sua!

Governo do Estado de Minas Gerais e Prefeitura de Belo Horizonte impedem 80 famílias que residiam a 15 anos nas Torres Gêmeas de voltarem para suas casas e não oferecem nenhuma alternativa digna. Enquanto isso, crianças, adultos e idosos ficam ao relento.

Por Elias Jr, transcrevendo e-mail
Desde a última segunda-feira, dia 20 de setembro de 2010, cerca de 80 famílias que moram no prédio nº 100 da ocupação vertical mais antiga de Belo Horizonte (15 anos) estão impedidas pela tropa de Choque da Polícia Militar de MG e pelo Corpo de Bombeiros de retornarem para seus apartamentos. 
Família do prédio 100: sem casa, sem solução, sem nada
A PM, comandada pelo Governador de Minas, Antônio Anastasia, cercou ostensivamente o prédio em que ocorreu o incêndio e mantém guarda com armas de grosso calibre, cães, bombas etc. O Corpo de Bombeiros, por sua vez, nega-se a apresentar o resultado do laudo da perícia realizada ontem (21/09/2010) atestando se houve ou não comprometimento da estrutura do edifício por causa de incêndio em um dos apartamentos no 7º andar. Os prédios têm 17 andares. Ao mesmo tempo, as organizações populares que apóiam as famílias são impedidas de realizar perícia complementar com engenheiros e arquitetos autônomos.
Esse quadro de incertezas é agravado pela postura do Governo Estadual e Municipal em não dialogar, como em outros conflitos urbanos da capital mineira. A Prefeitura solta notas à imprensa, mas não oferece nenhuma resposta às famílias desalojadas. O prefeito Márcio Lacerda mantém a postura de intransigência e propõe como solução o abrigamento indigno. O Governo do Estado, que não constrói nenhuma casa em Belo Horizonte há mais de 15 anos, também não oferece nenhuma alternativa digna. Enquanto isso, dezenas de crianças estão sem banho, comendo mal e sem irem à escola. A Defesa Civil fornece apenas duas refeições ao dia. Não foram disponibilizados banheiros. Não há qualquer assistência à saúde dos desalojados. A situação é desoladora...
Crianças sem casa, comem na rua.

O povo dorme na rua. E o governador? Dorme em paz?
A negligência das autoridades de Minas Gerais no trato dos conflitos urbanos tem gerado problemas ainda maiores. Essa situação das Torres Gêmeas  já poderia ter sido resolvida há muitos anos se o Município cumprisse a Constituição da República e o Estatuto das Cidades (Lei nº. 10.257/01) que determinam a desapropriação dos imóveis urbanos que não cumprem a função social. 
Além disso, em 2005, foi aprovado projeto de reforma das Torres com observância de todas as normas técnicas de segurança, inclusive instalação de elevadores. Porém, apesar da aprovação do Projeto pela CAIXA Econômica e liberação dos recursos pelo Governo Federal, a Prefeitura de Belo Horizonte não aceitou ser a garantidora do financiamento que seria de apenas R$ 18.000,00 por família, valor muito inferior ao gasto pelo Poder Público na construção de novos empreendimentos habitacionais. Em resumo, a desapropriação e reforma dos prédios ficam muito mais barato para os cofres públicos do que o reassentamento dos moradores em novas unidades, a não ser que se pretenda reassentar as famílias sob os viadutos, nas ruas e calçadas da cidade...

Estado e Prefeitura investem bilhões e bilhões em grandes obras, apresentam projeto faraônico de intervenções na cidade em função da Copa do Mundo, mas se negam a buscar uma solução digna para as famílias que não podem retornar para seus lares onde vivem há mais de 14 anos. Para ilustrar, o montante gasto pelo Estado para a construção do novo Centro Administrativo seria suficiente para diminuir pela metade o déficit habitacional de Belo Horizonte.
Para os pobres, o Choque de Gestão é Batalhão de Choque
A cada instante a situação se agrava. Não bastasse o desalojamento do prédio 100, aumentou muito o risco de despejo das famílias do prédio nº 64. O desespero está tomando conta dos desalojados e o desespero é um mau conselheiro... Por outro lado, a posição do Prefeito Márcio Lacerda e do Governador Antonio Anastasia corrói a esperança de uma solução atenta à dignidade dessas famílias. Bem sabemos que ambos estão atrelados aos interesses da especulação imobiliária que cresceram muito na região, sobretudo com a construção do Shopping Boulevard que será inaugurado nos próximos dias.Em vista da situação, conclamamos a solidariedade de entidades, movimentos e organizações em defesa do direito de morar dessas famílias. A derrota das Torres Gêmeas, após 14 anos de resistência, representa a vitória de  um projeto de cidade vedada aos pobres. 
Pastoral de Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte, MG.
 Contatos
Tel.: (31) 87464209 (Associação de Moradores)   
Tel.: (31) 88193052 (Pastoral de Rua) 
Tel.: (31) 83129078 (Brigadas Populares)

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Hélio Costa e Patrus na frente de tucano !

Saiu hoje publicada uma pesquisa que coloca Hélio Costa na frente do pequeno burguês tucano. Fica claro que o IBOPE está a serviço do Palácio da Liberdade, assim como, a grande mídia mineira. Principalmente os " Diários Associados" que editam o Jornal Estado de Minas , o qual sou assinante.
Falo isso pelo fato de o dito Jornal estar claramente a serviço da campanha tucana. Imparcialidade acredito que não há. Basta acompanhar as publicações e o teor das matérias sempre favoráveis aos mandatários do estado. A pesquisa acima sequer foi citada. Porém, a do IBOPE, que difere de todos outros institutos, tal jornal deu destaque especial.
A grande mídia se coloca a serviço de um projeto de poder que tem como nome principal o candidato Tucano ao senado. Do outro lado, temos a mídia alternativa composta pela blogosfera, que se coloca a serviço da verdade e busca publicar a verdade. E a verdade é que a eleição em Minas não está decidida a favor do tucanato.
Hélio Costa e Patrus possuem ainda a militãncia que irá para as ruas fazer a diferença nessa reta final. Precisamos deter o projeto neoliberal que busca se tornar hegemônico em Minas na estratégia de censurar a mídia, favorecer o empresariado , comprar lideranças políticas com repasses de verbas públicas e podar as novas lideranças que surgem...

Fonte: Transcrito do original em:
http://sandrocarrizo.blogspot.com/2010/09/helio-costa-e-patrus-na-frente-de.html

Incêndio nas torres gêmeas e abuso da PM Mineira

Descaso das autoridades permitiu o incêndio
Ontem, dia 20 de setembro de 2010, segunda-feira, às 19:00h, ocorreu um pequeno incêndio de um dos apartamentos das Torres Gêmeas, ocupação organizada há mais de 15 anos que abriga 168 famílias sem-teto, no bairro Santa Tereza em Belo Horizonte, MG. Felizmente o incêndio causou apenas pequenos ferimentos e algumas pessoas foram levadas para o hospital com intoxicação devido à inalação de fumaça. A Defesa Civil, os Bombeiros e a Polícia Militar de Minas Gerais desocuparam um dos prédios devido às operações de segurança. O incêndio foi pequeno e não causou dano algum aos outros apartamentos e tão pouco modificou o estado do prédio.
Contudo, após evacuar o prédio, a Tropa de Choque da Polícia Militar mineira está impedindo que os moradores retornem para as suas casas utilizando cães e armas de contenção de multidões. Mais de 80 famílias estão proibidas de entrar em suas casas e muitas delas estão apenas com a roupa do corpo, entre os desabrigados encontram-se muitas crianças, doentes e idosos.  As famílias estão alojadas no antigo galpão da Pax de Minas, ao lado do Metrô Santa Efigênia, e até o momento a Prefeitura de Belo Horizonte não prestou nenhuma assistência além de fornecer um galpão abandonado.
         As autoridades presentes no local disseram que não liberarão a entrada dos moradores e que esperarão uma visita técnica de um engenheiro da prefeitura para liberar ou condenar o prédio.  Um alvará negativo significará o despejo ilegal das famílias que hoje tem sua residência nesta ocupação. Além de serem vítimas da falta de moradia, além de viverem precariamente devido à resistência da prefeitura em desapropriar o prédio em favor das famílias que nele vivem e assim reformarem o imóvel e dotá-lo de condições dignas, agora estas famílias estão ameaçadas por um despejo forçado e ilegal.
O incêndio não é culpa das famílias que habitam o prédio, mas do descaso das autoridades que não desapropriam o imóvel e não o recuperam para dar dignidade aos moradores. O Estatuto das Cidades permite a desapropriação para interesse social. O Ministério das Cidades possui recursos para reformar o prédio. Por que não fazem isso e de fato garantam a segurança das famílias das Torres Gêmeas? O despejo não traz segurança para as famílias, apenas cria mais vítimas. Este incidente é uma oportunidade para que a Prefeitura de Belo Horizonte, o Estado de Minas Gerais e o Governo Federal tomem providências concretas no sentido de desapropriar o prédio e reformá-lo para que as famílias moradoras do mesmo tenham de fato segurança e paz.
Contribua com a luta dos sem-teto de Belo Horizonte, divulgue este comunicado e ajude as famílias a voltarem para suas casas. Se possível preste sua solidariedade levando ao local alimento e agasalhos. E os visite!

Belo Horizonte, 21 de setembro de 2010.
Associação dos Moradores das Torres Gêmeas
Brigadas Populares
Pastoral de Rua de Belo Horizonte

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Mercado do produtor está em reformas

Pai e  filho, na praça abandonada
Praça está abandonada ao descaso
O prazo da reforma é de três meses

Foi improvisado um galpão para uso até o término da obra
O mercado do produtor estará de cara nova. Reformas estão sendo feitas e a previsão de conclusão das obras é de três meses, segundo o secretário de meio ambiente e agricultura, José Enilton. Em conversa por telefone, questionei a reclamação de alguns feirantes que estavam com dificuldades de carregar o queijo e o requeijão em caixas de isopor, pois o número de freezers e geladeiras no galpão anexo, era insuficiente. Segundo o secretário, toda reforma exige sacrifícios e os feirantes de comum acordo decidiram deixar uma geladeira na casa de algum parente para ir pegando aos poucos. E isto está sendo feito. Apesar dos transtornos iniciais a feira corre normalmente ao lado da antiga sede. Também questionei que as telhas do galpão estão com furos e se chover, molhará feirantes e clientes. O secretário se prontificou a pedir reparo ao chefe da obra. O que deve ser feito também é uma completa reforma na praça em homenagem ao trabalhador rural. O trator está aos pedaços, o carro de boi, se foi pelo vandalismo. O lago está seco e sujo. O trabalhador rural merece esta reforma. Parabéns à iniciativa e esperamos que a reforma dê mais conforto à agricultura familiar. Ainda pelo telefone, fui informado que as árvores cortadas na Guido Marlière foram replantadas em número de vinte e oito exemplares. Vou tirar fotos e postar no blog em breve.

Coleta Seletiva Bandeirantes, Sebastião Adolfo e Escola Polivalente.

A foto é da reunião que aconteceu na Escola Estadual Marieta Soares Teixeira, entre professores, equipe municipal de combate à dengue, associação de moradores dos bairros Meneses, Bandeirantes e Sebastião Adolfo. Ficou acertado na reunião que haverá na próxima quarta-feira uma reunião com os vereadores na escola, às 14h, e depois acontecerá uma passeata para conscientizar os moradores para a importância da coleta seletiva. O objetivo da reunião com os vereadores é pedir uma indicação ao executivo para destinar um veículo para efetuar a coleta seletiva nestes bairros. A associação de moradores do Bandeirantes também já tinha um projeto para realizar a partir de 2010, porém com a união de forças pretende dar agilidade à proposta. Todo o material que for coletado, será destinado à associação de catadores de materiais recicláveis de Cataguases (ASCATAGE), que está localizada em frente ao tiro de guerra. A associação tem prensa mas ainda não dispõe de energia elétrica. Com esta ação pretendemos dar apoio à associação e  envolver a comunidade na luta pelo meio ambiente, contra a dengue e a cidadania.

Serra pode ser "humilhado" nas urnas, diz jornal espanhol

Uma reportagem na edição desta segunda-feira (20/09) do jornal espanhol "El País" afirma que o candidato à presidência pelo PSDB, José Serra, conduziu uma campanha eleitoral "suave" e "totalmente errada" e que o político corre o risco de sofrer uma "derrota humilhante" nas urnas. No texto intitulado "A surpreendente queda de José Serra", a enviada especial do El País a São Paulo, Soledad Gallego-Díaz, escreve que competir com a herdeira política do presidente Lula, Dilma Rousseff (PT), sempre foi uma "tarefa difícil", mas que Serra complicou sua situação por cometer muitos erros e passou de "grande favorito a futuro grande perdedor". "Serra, de 68 anos, o bem-sucedido governador de São Paulo que passou toda sua vida se preparando para este dia e este cargo, pode enfrentar agora não só um fracasso eleitoral, como o fim de toda a sua carreira política", escreve a correspondente. A reportagem do El País lista algumas das críticas à campanha de Serra que partiram de dentro do próprio PSDB. Segundo o jornal, o governador teria adotado uma campanha "suave" e "totalmente errada", evitando fazer oposição direta e críticas mais duras ao "presidente mais popular da história". Serra inclusive chegou a usar a imagem de Lula em seus programas eleitorais. O jornal afirma que Serra é criticado por tentar se mostrar como "o verdadeiro herdeiro político de Lula", em vez de utilizar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na sua campanha. O jornal também critica o primeiro slogan da campanha de Serra - "O Brasil pode mais" - considerado neutro demais. O El País afirma que alguns dirigentes do PSDB estão mais preocupados com o resultado da campanha eleitoral para os governos de Minas Gerais e São Paulo, com as candidaturas de Antonio Anastasia e Geraldo Alckmin. Já a campanha de Serra concentra seus esforços nos últimos dias de campanha para tentar ganhar fôlego com os escândalos que levaram à demissão da ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, auxiliar próxima de Dilma Rousseff na época em que a petista era ministra.
                                                                                                                          Fonte: www.terra.com.br

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Qualificação profissional gratuita - Inscrições terminam nesta sexta (17/09)



Os interessados na profissionalização através de um curso técnico gratuito poderão se inscrever, no Programa de Educação Profissional (PEP) do governo do Estado de Minas Gerais. Desde o ano passado, a Rede FIC/Doctum por meio do Centro Educacional Lagoa Piau (CELP), está credenciada a oferecer vagas de cursos profissionalizantes através do PEP.

     As inscrições podem ser feitas no site www.educacao.mg.gov.br até 17 de setembro. Participam do programa alunos regularmente matriculados no 2º ou no 3º ano do Ensino Médio da rede pública estadual, estudantes regularmente matriculados no 1º ou no 2º ano do curso de Educação de Jovens e Adultos de Ensino Médio na modalidade presencial e jovens que já concluíram o Ensino Médio, em instituições públicas ou privadas, desde que não estejam cursando o Ensino Superior.

       O exame de seleção dos candidatos acontece no dia 17 de outubro e a publicação dos resultados no dia 17 de novembro. A prova é aplicada pela Secretaria Estadual de Educação/MG, com questões de Língua Portuguesa e de Matemática, abrangendo os Conteúdos Básicos Comuns dessas duas disciplinas.

     As matrículas dos aprovados nas instituições serão feitas de 22 a 26 de novembro e dos excedentes estão previstas para 29 de novembro ao dia 03 de dezembro. O início das aulas está marcado para fevereiro de 2011.
O PEP está presente nas cidades de Caratinga, Manhuaçu, Cataguases, Teófilo Otoni e Leopoldina; onde existem unidades da Rede DoctumTec, atendendo quase todas as regiões mineiras. Ao todo são 1.790 vagas oferecidas para o próximo ano. Com o aumento no número de cursos e de vagas disponíveis, é possível afirmar que a DoctumTec é uma das maiores redes de qualificação profissional do Estado, em parceria com o Governo de Minas Gerais.


Abaixo a relação dos cursos oferecidos nas Unidades da Rede DoctumTec e o número de vagas:

Caratinga: 540 vagas

Cursos: Análises Clínicas / Eletrônica / Enfermagem / Farmácia / Finanças / Florestas / Meio Ambiente / Redes de Computadores / Saúde Bucal / Vendas / Vigilância em Saúde

Informações: 0800 033 11 00 / (33) 3322-6246

Cataguases: 330 vagas

Cursos: Análises Clínicas / Enfermagem / Farmácia / Informática / Redes de Computadores / Saúde Bucal

Informações: 0800 033 11 00 / (32) 3422-7005

Leopoldina: 320 vagas

Cursos: Agronegócio / Comércio / Informática para Internet / Logística / Redes de Computadores / Segurança do Trabalho

Informações: 0800 033 11 00 / 3441 – 7162

Manhuaçu: 240 vagas

Cursos: Cafeicultura / Comércio / Redes de Computadores

Informações: 0800 033 11 00 / (33) 3332 - 4148

Teófilo Otoni: 120 vagas

Cursos: Agronegócio / Comércio / Informática para Internet / Redes de Computadores / Secretariado / Vigilância em Saúde

Informações: 0800 033 11 00 / (33) 3536 – 1190 Ramal 23

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Desabafo de um usuário... de ônibus!

Mudança ainda não chegou ao transporte público de Cataguases.
Vale o trocadilho de ser usuário de uma droga chamada transporte público em Cataguases. Esta semana fui andar de ônibus e  a janela (pasmem, a janela ineira!) do ônibus da viação Bonança estava soltando e quase caindo. Por pouco não vazei pela janela com o ônibus em movimento. Eu me pergunto: será só eu que vejo estes problemas? Por que será que a CATRANS não pune estas empresas? Por quê não há licitação do transporte em Cataguases? Por quê os ônibus param de circular (maioria) às dez horas da noite obrigando os estudantes a sairem correndo das faculdades e colégios para "pegar" o último horário. É impressionante como os vereadores de Cataguases são omissos à inércia do executivo. Não é possível que seja só eu que estou vendo isto. Onde está o povo que não reivindica também? Não sei o que é pior, a imcompetência do serviço ou omissão da sociedade. Vou andar a pé, de táxi, de bicicleta. De ônibus está complicado!

FELICA 2010 - Feira Literária de Cataguases

PROGRAMAÇÃO

Dia 8 Set (Quarta)

Afonso Romano de Sant’Anna
Palestra: ‘‘Poeta, que país é este?’’
19:30 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Entrada gratuita!
Lançamento da obra ‘‘Que país é este?’’, de Afonso Romano de Sant’Anna
Publicado pela primeira vez em plena ditadura militar, o poema que dá título à obra ganhou primeira página do Jornal do Brasil da época. Traduzido para vários idiomas, o poema nasceu de uma pergunta lançada pelo político Francelino Pereira, líder do governo Geisel, 'Que país é este?'. Antena da raça, Affonso Romano de Sant'Anna canta a tristeza de ver sua geração se desfazendo em terços - um terço exilada, outro terço fuzilada e mais um terço desesperada. Canta a sua canção do exílio, a sua desolação de não ter um país, de não comandar a sua vida - em termos políticos.
30 anos depois, cabe ainda a mesma pergunta: Poeta, que país é esse? Affonso Romano de Sant’Anna, homem lúcido, fará uma reflexão do Brasil que conhecera na época da ditadura, o que vive hoje e discorrerá sobre o país que queremos para o Futuro.
Acesse: http: www.quepaiseesteolivro.wordpress.com




Dia 9 Set (Quinta)

Ronaldo Brito Roque
Oficina Literária
15:30 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Taxa de Inscrição: R$ 15,00

José Antônio Pereira, Emerson Cardoso, Vanderlei Pequeno
e Zeca Junqueira

Mesa: ‘‘Literatura e política’’
19 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Entrada gratuita!

A partir de duas palavras que por muitos anos foram usadas de lados opostos e em outros casos, lado a lado, os escritores Emerson Teixeira Cardoso, José Antônio Pereira, Vanderlei Pequeno e Zeca Junqueira falarão sobre a relação existente entre literatura e política, poetas que usaram das palavras para fazer uma revolução e o poder transformador que a literatura tem e que é capaz de mudar até mesmo cenários altamente obscuros e seres arredios.
Carlos de Brito Melo e Ronaldo Brito Roque
Mesa: ‘‘O ato da escrita também é uma forma de libertação ou um auto-exílio?’’
20:30 h - Centro Cultural Humberto Mauro

Dois jovens escritores conversarão sobre o exercício da escrita. Para muitos, a prática da escrita é vista como uma forma de externar seus sentimentos e expressar suas opiniões e revoltas, para outros, apenas uma forma que criar uma alternativa mais interessante ao impossível. Prática, antes de tudo, solitária, a produção de um texto, seja qual for o gênero, encontra a sua companhia perfeita no leitor que a assimila e a completa com a parte que lhe faltava antes de ler o texto que agora tem em mãos.

Lançamento da obra ‘‘Romance Barato’’, de Ronaldo Brito Roque

 

Dia 10 Set (Sexta)

Carlos de Brito Melo
Oficina Literária
15:30 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Taxa de Inscrição: R$ 15,00
José Antônio Oliveira de Resende, Roginei Paiva da Silva
e Sonia Moraes Haddad

Mesa: ‘‘Alunos leitores, alunos autores: um diálogo entre educação,
escrita literária e sentidos’’
19 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Entrada gratuita!

A partir da elaboração do livro "Palavra Limada - a carpintaria dos sentidos", os poetas Roginei Paiva, Sônia Haddad e José Antônio fazem uma reflexão sobre a desconstrução de um conceito monofônico de autoria e a abertura para a polifonia autoral, isso articulada às práticas de leitura e escrita em sala de aula, o que propiciará aos novos leitores um aprofundamento maior no universo da leitura.

Lançamento da obra ‘‘Palavra limada – a carpintaria dos sentidos’’,
de José Antônio Oliveira de Resende, Roginei Paiva da Silva e Sonia Moraes Haddad
Nicolas Behr e Alexei Bueno
Mesa: ‘‘De onde vem a inspiração
do poeta do século XXI?’’
20:30 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Entrada gratuita!

Torquato Neto alertava: poetar é simples, como dois e dois são quatro, sei que a vida vale a pena etc. Difícil é não correr com os versos debaixo do braço. Difícil é não cortar o cabelo quando a barra pesa. Difícil, pra quem não é poeta, é não trair a sua poesia, que, pensando bem, não é nada, se você está sempre pronto a temer tudo; menos o ridículo de declamar versinhos sorridentes. E sair por aí, ainda por cima sorridente mestre de cerimônias, "herdeiro" da poesia dos que levaram a coisa até o fim e continuam levando, graças a Deus.
Depois de séculos de poesia, os poetas Nicolas Behr e Alexei Bueno falarão de suas experiências e de onde veem as suas inspirações para fazer poesia em pleno século XXI.


Lançamento da obra ‘‘Poesília’’, de Nicolas Behr

Dia 11 Set (Sábado)

João Silvério Trevisan
Oficina Literária
10 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Taxa de Inscrição: R$ 15,00
Marcelino Freire
Oficina Literária
15:30 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Taxa de Inscrição: R$ 15,00
Joaquim Branco, Ronaldo Werneck, P.J. Ribeiro e Fernando Abritta
Mesa: ‘‘A geração dos anos 1960/70 e o centenário de Rosário Fusco’’
19 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Entrada gratuita!

Um grupo que revolucionou a literatura dos anos 60/70 em Cataguases e sua convivência com o grande romancista Rosário Fusco e sua opinião sobre sua obra. Prestando uma homenagem mais que merecida, os escritores P.J Ribeiro, Joaquim Branco, Ronaldo Werneck e Fernando Abritta falarão da convivência com Rosário Fusco e o legado deixado pelo escritor, além de lembrarem de fatos marcantes de seus anos de militância na literatura cataguasense.

Lançamento das obras:
‘‘Um terno tirado do fundo do armário’’, de P. J. Ribeiro;
‘‘umÁrvore’’, de Fernando Abritta;
‘‘Totem e as vanguardas dos anos 1960/70", de Joaquim Branco;
‘‘Há Controvérsias’’, de Ronaldo Werneck
Carlos Herculano Lopes, João Silvério Trevisan e Marcelino Freire
Mesa: ‘‘Os desafios de fazer ficção a partir de uma outra história’’
20:30 h - Centro Cultural Humberto Mauro
Entrada gratuita!

Histórias que compõem o dia a dia e situações que pertencem ao imaginário coletivo são desafios grandiosos para escritores ficcionistas, pois têm sempre na realidade um parâmetro de comparação. Os escritores João Silvério Trevisan, Carlos Herculano Lopes e Marcelino Freire conversarão sobre a tarefa de transcrever uma cena real para um texto literário ficcional e dar a este uma independência de onde fora inspirado.



* Entrada gratuita para todas as mesas e palestras do período noturno.
Para cada oficina serão cobrados R$ 15,00 de taxa de participação. As inscrições serão feitas no local da realização das oficinas, no Centro Cultural Humberto Mauro, a partir de uma hora antes da realização das mesas. Caso o aluno opte por realizar todas as oficinas, serão cobrados, antecipadamente, R$ 40,00.
Vagas limitadas para todos os eventos!

Maiores informações no site: http://www.festivaldecataguases.com/

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Dilma dispara e pode vencer ainda no primeiro turno

Dilma Roussef  vence no 1º turno segundo vox populi.
No sétimo dia das medições do tracking Vox Populi/Band/iG para a eleição presidencial, a petista Dilma Rousseff obteve 56% e o tucano José Serra 21% das intenções de voto. Em relação ao primeiro dia da medição, no dia 1 º de setembro, a petista oscilou positivamente cinco pontos percentuais. O candidato tucano teve oscilação negativa de quatro pontos percentuais. A margem de erro é de 2,2 pontos. No dia 1º de setembro, Dilma tinha 51% e Serra 25%.

A candidata Marina Silva (PV), terceira colocada, manteve-se com 8% das intenções de voto. Brancos e nulos são 4%, indecisos somam 10%, mesmo índice do levantamento do dia anterior, e os outros candidatos têm 1%.

A pesquisa, publicada diariamente pelo iG, ouve novos 500 eleitores a cada dia. A amostra é totalmente renovada a cada quatro dias, quando são totalizados 2.000 entrevistados.

Na pesquisa espontânea, quando o nome do candidato não é apresentado ao entrevistado, Dilma oscilou positivamente um ponto e tem 45%, Serra por sua vez oscilou negativamente e marca 16%, um ponto a menos que na sondagem anterior. Marina Silva manteve-se com 6%.

A petista apresentou melhora de três pontos da região Sudeste, onde tem 49%. Serra oscilou negativamente três pontos, para 22%. Na região Centro-Oeste/Norte, Dilma passou de 55% para 54%, enquanto Serra ficou estável em 25%. Na região Sul, Dilma oscilou de 53% para 51% e Serra, de 25% para 24%. No Nordeste, Dilma passou de 71% para 70% e Serra, de 15% para 16%.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Eleição se torna missão impossível para Canecão

Entrevista concedida por Gustavo Santana, ex-candidato a deputado estadual pelo PR (Partido da República), ao Jornal Edição do Brasil desta semana, em Belo Horizonte, praticamente enterra os sonhos de Canecão ser eleito deputado estadual. Segundo reportagem de Arúkia Silva, nove candidatos a deputado estadual pelo PR, após uma tumualda convenção, abdicaram de disputar as eleições do pleito em 2010. Gustavo Santana ainda afirma que será praticamente impossível o PR eleger alguém pois necessitaria de pelo menos 135 mil votos. Com os nove candidatos fora da disputa espera-se que o PR alcance apenas 80 mil votos em todo o estado, o que torna inviável a candidatura de Canecão em Cataguases e região. Neste cenário, o Cataguasense deveria conseguir pelo menos 50 mil votos em nossa cidade e região. Não é impossível mas acho improvável. A campanha até onde eu saiba não está sendo tão aceita pelos Cataguasenses. Tenho muitos amigos em toda zona da mata e em vários municípios as pessoas alegam nem conhecer o vereador. Canecão parece colocar suas fichas nos irmãos das igrejas evangélicas, mas a disputa dentro das próprias igrejas também é intensa pois são muitos candidatos. Quem quiser conferir a reportagem na integra pode acessar a versão online do jornal no seguinte endereço: www.jornaledicaodobrasil.com.br. Ainda segundo o jornal, o ex-candidato Gustavo Santana explicou as razões de sua desistência: "Dos 39 nomes no início do processo legislativo, nove desistiram por problemas diversos, no meu caso, foi uma renúncia. Agora ficaram 30 candidatos. De acordo com a matemática do PR, a sigla teria hoje 80 mil votos de legenda, número bem distante dos 135 mil necessários. Faltam 55 mil para o partido eleger pelo menos um deputado estadual." Gustavo não considera justo com os seus eleitores disputar uma eleição na qual o partido não vai atingir o coeficiente. Parabéns pela integridade do ex-candidato, pois o povo tem direito de saber exatamente o que está acontecendo. Canecão sempre teve uma trajetória íntegra na cidade e em minha modesta opinião deveria ter a mesma atitude de seu companheiro de partido.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Resultado da enquete: O que você acha do transporte público de Cataguases?




Péssimo – 45% - Ruim – 38% - Bom – 16% - Excelente 1%
Total de votantes: 66
Período: 01 a 30 de agosto de 2010
Total de dias: 30