sábado, 6 de novembro de 2010

Professores representantes de quatro Instituições Federais de Ensino Superior reúnem com o MST

As Universidades Federais de Viçosa (UFV), de Juiz de Fora (UFJF), de Ouro Preto (UFOP) e o Instituto Federal de Educação Tecnológica de Rio Pomba (IFET-RP) se reúnem hoje, 5 de novembro, com a direção regional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra para discutir um acordo de cooperação, afim de realizar pesquisas na área do Acampamento Denis Gonçalves, próximo à Juiz de Fora.
A proposta, feita pelo MST, surgiu a partir da declaração do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) de ser incapaz tecnicamente de fazer o Relatório de Viabilidade Ambiental, exigido pela Comissão de Política Ambiental (COPAM) para liberação da área para fins de reforma agrária.
Diante do impasse, o movimento decidiu convidar as universidades e o IFET para conhecer a área, que possui grandes especificidades: uma reserva considerável de Mata Atlântica, um sítio arqueológico, riquezas patrimoniais como a fábrica de beneficiamento de café, que chegou a ser a mais moderna do Brasil no início do século passado. Tais riquezas despertaram as instituições para a potencialidade de realização de pesquisas. A UFV já aprovou um projeto, intitulado Guardiães do Patrimônio, que trabalhará a educação patrimonial com colonos e acampados.
                Para o MST, este acordo vai além da questão do RVA. A educação é prioridade e a cada acampamento que se faz, a primeira construção, a primeira barraca de lona, é a escola. Não adianta somente conquistar a terra, fazem parte da proposta de reforma agrária popular o acesso à educação de qualidade, habitação, saúde, saneamento... A democratização das universidades também é uma luta do MST. Este tipo de relação só tem a beneficiar as instituições, que abrem suas portas ao povo brasileiro e cumprem com sua função social, e o movimento, que avança na luta pela justiça no campo contribuindo na construção do conhecimento mais voltado aos problemas de nossa sociedade.