sábado, 4 de junho de 2011

Câmara de Cataguases aprova contrato com a COPASA

Por seis votos a três, os vereadores de Cataguases deram sinal verde para a Prefeitura assinar contrato com a Companhia de saneamento de Minas Gerais. Agora, a companhia tem 60 dias para começar a coleta e transporte do esgoto, além do tratamento da água. Ao contrário de Muriaé, Leopoldina e Viçosa, por exemplo, a administração atual preferiu terceirizar o serviço. O processo gerou polêmica e foi criticado duramente por diversos segmentos da sociedade. Entre as principais conquistas conseguidas pela reivindicação dos Cataguasenses (inclusive este ordinário blogueiro) estão a ampliação dos serviços de tratamento de esgoto aos distritos e diminuição do tempo de desistência para renovação do contrato (antes era de cinco, agora de um ano). Confesso que não é a minha opinião, pois gostaria de ver um estudo da viabilidade de criação de uma autarquia em Cataguases. Explico: com uma empresa administrada aqui, no município, poderíamos gerar empregos na cidade, comprar equipamentos, máquinas e outros, do comércio local, além de arrecadar dinheiro para os cofres municipais. Poderia haver apoio do governo Federal com o PAC Saneamento Básico, como o Bené disse que conseguiu em Leopoldina. Enfim, preferiram o mais fácil, inclusive com caráter de urgência, desrespeitando o que diz o regimento interno da Câmara que não incluiu este tipo de votação em caráter emergencial. Bom cada um tire as suas conclusões: pra mim, foi um péssimo negócio. Agora só nos resta pagar pelo serviço, que discussões à parte, é essencial.
Conheça o voto de cada vereador: