quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Moradores do Guanabara reclamam de falta de infra-estrutura e má conservação do Bairro



Em Cataguases, os moradores do bairro Guanabara estão se sentindo abandonados. A cada chuva, eles perdem o acesso às ruas: há, inclusive, um escadão que está deslizando e levando parte de algumas casas. Além disso, um buraco que está cada vez maior ameaça a passagem de veículos, o transporte coletivo e a vida, principalmente das crianças que brincam ou moram por perto. A única área de lazer do bairro também está em péssimas condições.

A cratera invade a rua Goitacases há seis anos, e dificulta a passagem de veículos, segundo os moradores. O acúmulo de entulho e lixo é outro problema. Perto do local, as fortes chuvas que atingem Cataguases não tem vazão pela boca de lobo entupida. A água desce morro abaixo e leva terra para o bairro vizinho. Na Rua Basílio Ramos fica o escadão que chegou a ser fechado pela Prefeitura. Cerca de um 1,20m do concreto da calçada já deslizou e algumas casas foram interditadas.

Na quadra do bairro, um problema que existe e não tem ligação com as chuvas que atingem o Guanabara: o espaço está abandonado e, para piorar, é a única área de lazer. O local está com as lâmpadas queimadas, piso quebrado e com a tela solta; mesmo assim, as crianças ainda brincam. Os pais se preocupam: a dona de casa Irene do Carmo diz que a quadra é perigosa.

A Associação de Moradores responde por dois bairros: o Imê Farage e o Guanabara. O presidente da Associação, Manoel Geraldo de Souza, estima que cerca de 8.500 pessoas vivem no local, e destaca que a situação é de abandono.

Para a revitalização da quadra, o procurador do município, Roosevelt Pires, informa que não existe prazo, e diz que a prefeitura sabe dos problemas e realiza um trabalho nos bairros da cidade. Quanto às linhas de ônibus que deixam de circular na época da chuva, o procurador disse que o veículo não consegue subir por causa da pavimentação precária. Ele afirma que os trajetos serão asfaltados.

O bairro Guanabara também tem problemas com a unidade de saúde: os moradores dizem que faltam médicos e que as consultas sempre atrasam. Entretanto, o procurador do município garantiu que, a partir desta semana, um médico será substituído para que as consultas não atrasem mais.

Fonte: Megaminas