domingo, 30 de outubro de 2011

Oposição à Oposição!




Por Paulo Lucio – Carteirinho
Membro do Movimento Vermelho de Cataguases

Desde que milito na política, ouço falar dos termos: “Oposição ferrenha”; “Turma do contra, do quanto pior melhor”. Mas nunca havia visto isso na prática. Imaginava que poderia ser um mito criado por aqueles que queriam que as coisas continuassem como estão, para ver como é que fica...  Mas existe sim! E, infelizmente, em Cataguases. 

Mas não como oposição ao Executivo. Pelo contrário, a atual gestão tem a maioria dos vereadores. Sua base aliada conta com sete dos dez eleitos no último pleito eleitoral. Esse número já foi maior: nove. O vereador Vanderlei Pequeno (PT) foi o único a se declarar e fazer oposição, desde que iniciou o seu mandato. Uma oposição de idéias, crítica à forma tucana de governar: contra o cenário de perseguições, privatizações, terceirizações, demissões, venda de patrimônio e sucateamento do setor público.

Mas se temos apenas uns poucos vereadores de oposição e os projetos do Executivo são todos aprovados, de que “Oposição”, afinal, está se falando? Da Oposição à Oposição! Essa, sim, ferrenha, do contra, do quanto pior melhor. 

Que tenta anular o mandato democrático e popular, representado pelo vereador do PT e do qual faço parte. Essa Oposição à Oposição conta também com apoio de alguns membros da mídia, em nome de seus interesses negociais e sua vinculação ao poder constituído na cidade, tentam tirar o brilho do mandato popular.

A Oposição à Oposição é um atraso para Cataguases. E Vanderlei Pequeno, com seu mandato coletivo, enfrenta uma verdadeira batalha! Lembro Albert Einstein: “Os grandes espíritos sempre tiveram que lutar contra a oposição feroz de mentes medíocres”.

Uma oposição burra, que não percebe que quanto mais persegue um mandato popular, maior ele se torna. De acordo com Joaquim Nabuco: “a oposição será sempre popular; é o prato servido à multidão que não logra participar no banquete.”

Dessa forma, o vereador, com seu mandato e o seu Partido cada vez mais fortalecidos já é considerado, de longe, o melhor vereador dos últimos anos. Não por acaso, seu nome foi indicado para pré-candidato a prefeito pelo PT de Cataguases.

E essa Oposição à Oposição sempre tentou enfraquecer o seu mandato. Veja só o resultado das votações de diversos de seus projetos apresentados:

PL nº 10/2009, proíbe a participação de animais em espetáculos circense em Cataguases. O projeto foi rejeitado, recebendo pareceres contrários. O projeto sequer foi à votação. (na semana seguinte, o mesmo projeto foi aprovado em Juiz de Fora.). O único animal que tem proteção é o tucano. 

PL nº 39/2009, dispõe sobre a aplicação de penalidades à prática de “Assédio Moral” nas dependências da Administração Pública Municipal Direta e Indireta por servidores públicos municipais. Também recebeu parecer contrário. Não entrou em votação. Assediado pela oposição à oposição. 

PL nº 40/2009, dispõe sobre a criação do “Portal da Transparência Pública de Cataguases”. O projeto também recebeu parecer contrário e não foi à votação. Fica transparente a atuação da turma do contra. 

PL nº 41/2009, que institui o Programa "Poesia no Ônibus". Arquivado, sem votação.


PL nº 02/2011, o Ficha Limpa no âmbito do Legislativo e Executivo. O projeto também foi rejeitado. Isso mesmo, o Ficha Limpa foi reprovado pela oposição à oposição. Afinal, o projeto é de autoria do Vanderlei Pequeno. 

PL nº 01/2011, que dispõe sobre denominação de Vila Liberdade, ao local onde estão sendo construídas as residências do programa Minha Casa, Minha Vida. A Oposição à Oposição criou um Projeto Substitutivo, trocando o nome para “Residencial São Marcos”. 

As anulações continuam. Numa mesma Sessão da Câmara, três projetos do Vereador Pequeno foram rejeitados e arquivados. Sequer foram à votação. 

PL nº 06/2011, que dispõe sobre o peso máximo tolerável do material escolar transportado diariamente por alunos das escolas públicas municipais e privadas do Município de Cataguases. Projeto que visa a saúde de nossos jovens e crianças. Rejeitado no dia de São Cosme e Damião. 

PL Nº 10/2011, que dispõe sobre a obrigatoriedade das escolas públicas municipais e particulares incluírem em sua grade de matérias o estudo de obras de escritores cataguasenses. Pareceres contrários, arquivado.

PL nº 24/2011, que dispõe sobre a aplicação de penalidades à prática de Assédio Moral nas dependências da Administração Pública Municipal. Projeto novamente arquivado.

O incrível disso tudo, é que a Oposição à Oposição, enquanto vota contra importantes projetos, aprova projetos ridículos: Destaco o PL nº 43/2010, que institui o “Dia do Fluminense e do Torcedor Tricolor”. Pequeno não votou favorável. 

Como vimos, existe oposição pela oposição em Cataguases: a Oposição à Oposição, a “Turma do contra”, a mesma que vem atrasando o desenvolvimento da cidade. Deixando de aprovar importantes projetos, que ajudariam a colocar Cataguases novamente na vanguarda política e cultural em Minas. 

Aproveito e deixo um recado para a oposição à oposição. Vocês não estão votando contra Pequeno, mas contra o desenvolvimento, a cultura, a cidade e o povo de Cataguases. Que não agüenta mais tanto atraso e mostrará isso nas urnas. 

Se mesmo assim, ainda insistem em serem contra o mandato popular e coletivo, do qual participo, cito Adriano Martins Pinheiro :“Chegaremos lá de qualquer forma. Temos o auxílio de uns e a oposição de outros. Mais tarde, lembraremos de todos”.



sábado, 29 de outubro de 2011

Lula é diagnosticado com câncer na Laringe


"O Ex-Presidente da República, Sr. Luís Inácio Lula da Silva realizou exames no dia de hoje no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, tendo sido diagnosticado um tumor localizado de laringe. 

Após avaliação multidisciplinar, foi definido tratamento inicial com quimioterapia, que será iniciado nos próximos dias. O paciente encontra-se bem e deverá realizar o tratamento em caráter ambulatorial. 

A equipe médica que assiste o Ex-Presidente é coordenada pelos Profs. Drs. Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff, Artur Katz, Luiz Paulo Kowalski, Gilberto Castro e Rubens V. de Brito Neto."



Fonte: http://www.hospitalsiriolibanes.org.br/imprensa/boletins-medicos/Paginas/Boletim-Medico.aspx?idBoletim=348

Fotos dos estragos da chuva na região

UNIPAC - Leopoldina
Foto: Letícia Cazetta
UNIPAC - Leopoldina
Foto: Letícia Cazetta
Posto de Gasolina - Muriaé
Foto: Rádio Muriaé
UNIPAC - Leopoldina
Foto: Letícia Cazzeta
Muriaé - Foto: Rádio Muriaé



BR 116 - Foto: Rádio Muriaé

POEMAS BANAIS


.
São as folhas frias do inverno,
Em galhos secos, nada mais,
Que escondi em um caderno
Entre poemas tão banais.
.
Foi na aurora amarga e fria
Entre torpores e segredos
Que cada letra se escondia
Na frigidez entre meus dedos.
.
São folhas frias e pequenas
Em galhos secos e eu somente
As escondi, foi isso apenas
Não mão casada desta mente.
.
F.T.Oliveira
Guarará-MG

Projeto quer propor validade do passe de estudante aos finais de semana e feriados


           Na próxima terça-feira, às 18h, um projeto de autoria do vereador Vanderlei Pequeno (PT), entra em discussão na Câmara de Vereadores de Cataguases: a validade do passe de estudante aos sábados, domingos e feriados. O projeto é uma demanda apresenta ao vereador, por jovens da cidade que se queixam de não ter acesso ao transporte PÚBLICO municipal nestas datas. A justificativa do projeto é que todos irão ganhar: estudantes que poderão ter acesso aos bens culturais produzidos pela cidade e empresas que terão maior fluxo de passageiros nos coletivos.

          Sendo aprovado, o projeto contemplará uma medida afirmativa para a Juventude de Cataguases. Os jovens poderão se reunir para fazer trabalhos nos finais de semana, poderão visitar colegas de outros bairros, praticar esportes, ir ao cinema, entre tantas outras coisas. A juventude não é só escola: o jovem é religião, família, lazer e cultura. Oferecer o passe durante a semana é um avanço, mas ofertá-lo aos finais de semana e feriado é uma rara oportunidade de melhorar a qualidade de vida dos Cataguasenses. Na Europa, tal é a conscientização da responsabilidade em formar o jovem sob todos os prismas, além da educação formal, que o jovem coloca uma mochila nas costas e viaja todo o continente sem pagar, além de ter apoio dos albergues da juventude.

O Enem vaza de novo. Vamos acabar com o ENEM?


              
 Realizado no último final de semana, o ENEM mais uma vez apresentou casos de vazamento da prova. O Ministério da Educação vai ter que se pronunciar e a justiça terá que punir aqueles que tiveram a má fé na divulgação das questões. De certo é que o ENEM se apresenta como uma ferramenta de inclusão da população de baixa renda nas Universidades públicas e particulares. 


             O ENEM foi criado em 1998 pelo Ministério da Educação com a finalidade de ser utilizado como indicador para avaliar a qualidade geral do ensino médio no país. Posteriormente, a prova começou a ser utilizada como exame de acesso ao ensino superior em universidades públicas brasileiras através do SiSU (Sistema de Seleção Unificada). O Enem é o maior exame do Brasil, que conta com mais de 4,5 milhões de inscritos divididos em 1.698 cidades do país. A prova também é feita por pessoas com interesse em ganhar bolsas integrais ou parciais em universidades particulares através do ProUni (Programa Universidade para Todos). A partir de 2009, o exame serve também como certificação de conclusão do ensino médio em cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA), antigo supletivo, substituindo o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).



               Caso as provas sejam reaplicadas apenas para os 639 alunos do Colégio Christos, não seria a primeira vez que isso ocorreria. No ano passado, cerca de dois mil candidatos precisaram refazer parte do Enem devido a erros de impressão no caderno de questões de cor amarela. O segundo exame desses candidatos foi realizado junto com o dos presidiários. Em 2009, o mesmo ocorreu no Espírito Santo, quando fortes chuvas atingiram o estado e impossibilitaram a realização do exame.

               Isso só é possível sem ferir a isonomia do concurso porque desde 2009 é utilizada a Teoria da Resposta ao Item (TRI) no cálculo da pontuação final. Pela TRI, as questões são divididas em três categorias - fácil, médio e difícil - e têm pesos diferentes. A introdução dessa metodologia, já utilizada em diversas avaliações de larga escala, como o SAT americano, permite a comparação de resultados dos candidatos, mesmo que não tenham respondido às mesmas perguntas.


               

Nota do blog: Uma coisa é a infração que merece ser punida, nos rigores da lei. Outra coisa é banalizar o processo, que é uma das raras políticas públicas de Juventude que funcionam neste país.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Nanzita: O vestido florido


Por Cairu Teles Nunes


Nas minhas tantas idas a trabalho ao Rio de Janeiro, sempre encontrava também um tempinho de folga para espairecer. Numa dessas ocasiões, estava eu em Botafogo, apenas passeando, livre e distraidamente pelos corredores do Shopping Rio Sul, até que me deparei, estonteado e aturdido, diante da vitrine de uma loja. Ali estava um belíssimo vestido, todo ele florido. Emocionado, imediatamente pensei em Nanzita. Ao observar aquela fina e delicada estampa, cada detalhe do vestido florido me fazia lembrar as telas, o estilo expressionista de cores vivas e fortes, a técnica apuradíssima, a inspiração, o talento e a sensibilidade da Nanzita...
Não me contive e entrei na Krishna, uma especializada na moda feminina. Naquele momento, estava lotada de senhoras, com balcões e vendedoras ocupadas, o que me causou um natural constrangimento. Todavia, não demorou muito e fui “socorrido” por uma atendente muito gentil que, ao perceber o meu “sem jeito” foi logo afirmando e perguntando ao mesmo tempo (enquanto lançava sutilmente um olhar para a aliança conjugal que trazia em meu dedo): “Quer o vestido para sua mulher, não é isso? Temos também outros modelos também, quer ver?”. Mais à vontade, pedi a ela o número do manequim da Nanzita e, claro, disse também que seria desnecessário mostrar-me outras peças. Como acontece no amor ao primeiro olhar, já estava decidido por aquele vestido. Saí da loja feliz da vida e levando, como se fosse um troféu, aquele encantador vestido florido para presentear a Nanzita.
Nesta hora de recordação, em que exponho nesta simples narrativa apenas um dos numerosos e significativos momentos de amor, carinho e ternura vividos ao lado da minha mulher, eu choro. Choro sozinho e no silêncio da biblioteca da Residência-Ateliê da Nanzita, movido aqui pela saudade e pela feliz lembrança da mais importante pessoa da minha vida. Lembrança essa eternamente pulsante e vivaz em suas telas, nas bromélias e orquídeas desses jardins e em cada detalhe do mobiliário desta casa. Com Nanzita, entre muitas outras coisas, aprendi a interpretar ópera. Nanzita também me ensinou a amar a natureza como ninguém. A mesma natureza muito bem cuidada por ela mesma em seus jardins e que a inspirava para os traços intuitivos, nas suas fortes ou suaves pinceladas. A mesma natureza que, naquela tarde na loja do Shopping Rio Sul, eu contemplava retratada naquele belo vestido florido que parecia ter sido feito especialmente para a Nanzita.
E aquela peça de roupa tão singular, tomada pelo simbolismo e que hoje guardo em meu quarto, com o tempo, pude perceber ser ele o vestido que Nanzita mais usava. Certa vez, a alertei para o risco de causar uma má impressão: “Nanzita, as pessoas vão pensar que você só tem esse vestido”! E não esqueço de suas palavras dóceis, mas decididas: “Não importa o que vão pensar. É este o vestido que mais gosto na minha vida”. E deu-me um beijo. Ao relatar a história do vestido florido para a nossa cozinheira, ela falou-me: “Seo Cairu, a Dona Nanzita é simplesmente apaixonada pelo senhor”.
Poucos dias depois de perder a Nanzita, uma outra senhora fez-me uma revelação que me tocou profundamente. “Disse-me que a Nanzita tinha para ela comentado que fui eu a pessoa mais importante na sua vida”. Só então entendi claramente o que representou aquele vestido florido para a Nanzita que, artista em plenitude, soube como poucos usar a linguagem metafórica para expressar suas emoções, para falar do que amava, a inspirava e a movia, sejam pessoas, seres ou objetos. Para falar de tudo o que a encantava....Ou será que tudo se encantava com ela? Fada Nanzita!

Este e outros textos e fotos em homenagem à artista plástica Nanzita 
pode ser acessado no site:
www.eternanzita.com.br

Dilma inaugura maior ponte estaiada do Brasil. O Aedes não foi.

A presidenta Dilma Rousseff inaugurou no dia 24 deste mês, a Ponte Rio Negro, que liga Manaus ao município de Iranduba (AM). Com 3,5 quilômetros de extensão, é a maior ponte estaiada do Brasil em águas fluviais, somando 400 metros os trechos suspensos por cabos. Uma multidão enfrentou o calor para participar da cerimônia de inauguração do empreendimento no dia em que a capital amazonense comemorou seus 342 anos. O Serra acha que a ponte "Frias", em São Paulo, em homenagem à rede Globo é mais bonita. Que horror! Deve ter pensado ele.

Foto: Divulgação

Na cerimônia, a presidenta Dilma Rousseff também assinou Proposta de Emenda Constitucional e Projeto de Lei para prorrogar por 50 anos a Zona Franca de Manaus e ampliá-la à Região Metropolitana. Os textos serão enviados ao Congresso Nacional.


 

terça-feira, 25 de outubro de 2011

IFET e acesso à Taquara Preta: Deputados manifestam apoio ao PT de Cataguases

Por Dayane Fernandes 


Militantes do PT de Cataguases
No último sábado, dia 22/10, estiveram em Cataguases o Deputado Estadual Rogério Corrêa e o Deputado Federal Padre João, ambos do Partido dos Trabalhadores. O objetivo foi manifestar apoio à pré-candidatura de Vanderlei Pequeno à prefeito. Pequeno é vereador e presidente municipal do PT de Cataguases além de ícone da oposição. Além de Cataguases, os Deputados visitaram outras cidades da Zona da Mata e pretendem estreitar laços com a região que possui o segundo menor Índice de Desenvolvimento Humano, "ganhando" apenas do vale do Jequitinhonha.


Rogério Correia - Deputado Estadual
Além de manifestar apoio ao vereador, os deputados fizeram uma explanação sobre suas atuações em âmbito estadual e federal, nas respectivas câmaras legislativas. Rogério Correia, que é deputado estadual fez duras críticas ao ex-governador Aécio Neves. Segundo o Deputado, o ex-governador votou contra o Estado, ao apoiar os royalties do pré-sal à favor do  Rio de Janeiro. Disse também que os deputados ficaram estarrecidos com a divulgação do relatório do Tribunal de Contas do Estado, que apresentou um rombo do governo com a CEMIG e a União. O ex-governador durante todo o seu mandato dizia que o estado estava com déficit Zero. Na verdade, houve apenas uma renegociação da dívida que veio à tona agora.



Pequeno, que é pré-candidato
a Prefeito de Cataguases,
recebeu o apoio dos deputados.
O encontro foi importante para o município, pois estreitou laços do PT de Cataguases com deputados em Belo Horizonte e Brasília.  A primeira prova desta parceria foi quando o vereador Pequeno apresentou duas demandas aos deputados: a instalação do IFET no antigo prédio do IDAIC, em São Diníz e término da obra da MG 285, que ligará o bairro Taquara Preta ao trevo para Itamarati e Leopoldina. Apesar de haver cortes de gastos federais devido à crise mundial, a esperança dos Cataguasenses é ter um Instituto Federal, na cidade. Essa esperança foi apresentada aos deputados, que prometeram avaliar o caso.





Padre João, Deputado Federal.
Sobre este último assunto, este blog pode falar com propriedade, pois há tempos vem investigando o motivo da paralisação das obras. Com previsão de entrega ainda no governo FHC (2000), a obra se arrastou até 2008 e foi paralisada por questões judiciais. O que ocorre é o seguinte: A obra inicial foi feita e cumprida as exigências contratuais, porém faltou cerca de 1,8 km que a referida licitação não contemplava. 






Este trecho refere-se a outra licitação para contratar os serviços restantes (interseção + complementação do acesso à Taquara Preta). A mesma empresa que executou a  obra inicial foi a vencedora (EMPA), porém quando o processo seguiu para análise da Procuradoria, a mesma contestou alguns aspectos e sugeriu o cancelamento da licitação e realização de uma nova. A empresa vencedora do certame recorreu, entrando com um recurso. O Caso está em análise, no DNIT, em Brasília. Com o apoio do Padre, espera-se resolver esta grave falha do poder público que se arrasta por onze anos.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Professores terão plano de carreira votado nesta terça-feira


Depois de muita polêmica, o plano de carreira dos servidores da Educação, da Prefeitura Municipal de Cataguases entrará novamente na pauta da sessão da Câmara Municipal, nesta terça 25/11/2011. Apesar de muita polêmica especialmente nos dispositivos que tratam do aumento diferenciado dado aos cargos de direção de escola e a suspensão de gratificação para servidores que apresentassem atestados médicos, o projeto volta à pauta de discussão. Quem quiser acompanhar a sessão poderá comparecer à Câmara Municipal, na sessão que começa por volta das 18h. Outra opção é acompanhar pela internet. É só acessar o site: www.camaracataguases.mg.gov.br e acessar o link, "Sessões on line". Vale a pena trazer para a realidade a mensagem que o vídeo apresenta:



Assista a sessão da Câmara clicando AQUI

MP de Araxá move ação contra a Copasa

Segundo a agência G1, a Promotoria Pública de Araxá, está tentando reaver a cobrança da tarifa paga pela população há quatro anos. De acordo com o promotor Marcos Paulo Macedo, a cobrança do tratamento de esgoto é ilegal, já que o serviço ainda não existe na cidade. 

A Copasa admite que as obras do tratamento de esgoto da cidade estão atrasadas, mas explica que não está fazendo a cobrança deste serviço.  

“A Copasa cobra pelo serviço de coleta, transporte e manutenção do sistema de esgoto. O Ministério Público questiona que a gente cobra pelo tratamento que a gente ainda não faz, não é essa cobrança”, afirma o gerente regional da companhia, Geraldo Magela Mendes. 

A prefeitura estuda a possibilidade de quebra de contrato de concessão com a empresa. A intenção da prefeitura é municipalizar os serviços para acabar com os problemas de demora no serviço e cobranças indevidas.

Em Cataguases, a cobrança irá chegar às casas dos consumidores no início do próximo mês e o Ministério Público também poderá ser acionado, já que existem rumores de representações da sociedade civil contra este mesmo tipo de cobrança, em nossa cidade. Vamos aguardar.

Basquete de Cataguases mais uma vez na seleção de MG

Camila é uma das convocadas
Para aqueles que se interessam pelo esporte de Cataguases vai mais uma boa notícia. Com o intuito de integrar a SELEÇÃO MINEIRA FEMININA DE BASQUETE, SUB 17, partem hoje, 24/10, a caminho de Montes Claros, as atletas Camila Rodrigues e Sheila Peixoto. Elas irão integrar a seleção Mineira que fará, durante duas semanas, treinamentos naquela cidade. Elas se preparam para o Campeonato Brasileiro da categoria, que acontecerá no Amapá, de 6 a 12 de novembro. O primeiro desafio das mineiras é contra a seleção de Tocantins, no dia 07/11 e posteriormente, as meninas encaram as seleções de Amapá e Goiás. 
Junto com as atletas, o professor de Educação Física, Jalber Rodrigues, assumirá o posto de auxiliar técnico. 
O Professor Jálber será auxiliar técnico
da seleção de Minas Gerais.
Apesar de serem um orgulho para a cidade, as atletas e o técnico reclamam da falta de divulgação do esporte, na cidade de Cataguases. "Uma cidade com grande potencial em todas as areas, que não consegue divulgar os feitos de seu povo. Muito triste!" lamentou o professor.
Mesmo sem ter ampla divulgação do trabalho, as meninas que jogam pelo SESI/CATAGUASES estão motivadas e esperam obter grandes resultados, já que estão trabalhando com muita garra para fazer bonito e representar muito bem o nosso Estado.   
 
"Convoco todos os amantes do esporte e do povo de Cataguases a fazer uma corrente de divulgação dos grande feitos dessas garotas batalhadoras", disse Jálber.


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Poda das árvores x produção de lenha

Por Elias Muratori - Muriaé - MG


Avenida Guido Marlière, a um ano atrás.
Solicitei a um certo "comentador" aí que defende, não com unhas e dentes, mas só com o coração as “podas” realizadas na cidade, que nos explicasse a diferença entre PODA E PRODUÇÃO DE LENHA e que nos respondesse quantos lados tem uma árvore em uma calçada ou à beira de um meio fio.

Como as repostas não vieram, eu mesmo tentarei formulá-las.

PODA CORRETIVA, DRÁSTICA - é aquela que deve ser realizada em um exemplar que esteja embaixo de uma rede elétrica, com galhos tocando os cabos e, portanto, oferecendo perigo de danos à rede e a pessoas ou quando está atingindo uma marquise, um telhado, um beiral...
Nesses casos exige-se o corte radical dos galhos (finos e grossos).
O corte atingiu toda a avenida: foram 22 árvores.

Esse tipo de poda, porém, deve ser praticada apenas uma vez, as posteriores devem ser leves, as chamadas podas de MANUTENÇÃO. Como as que são feitas em Leopoldina e Patrocínio do Muriaé.

PRODUÇÃO DE LENHA - é quando se faz, sistematicamente, a poda DRÁSTICA em todas as ruas, avenidas e largos – como o exemplo da foto – onde não há nenhum perigo de dano à rede, pois aí os cabos são isolados e a copa não atingirá nenhuma construção, por maior que esteja.


Prefeitura alegou que a base das árvores estavam podres.
A imagem fala por si, só.

SEIS LADOS – uma árvore plantada em uma calçada ou ao lado de um meio fio possui seis lados, a saber: 1) o de baixo (saia), 2) o de cima (copa), 3) o do lado das construções, 4) o do lado da via e 5 e 6) os dos sentidos (comprimento) das calçadas.

Esses dois últimos são justamente os que NUNCA devem ser cortados. Procedimento adotado em Leopoldina e Patrocínio do Muriaé. Isso possibilita às plantas crescerem para os lados.


IDEAL NAS RUAS SÃO PODAS DE MANUTENÇÃO - periodicamente cortar pontas/brotos do lado das construções, do lado da via, do lado de baixo (levantar a saia), do lado de cima (copa) e... NUNCA CORTAR no sentido das calçadas, para que os galhos se expandam para as laterais.

EM SUMA – se os administradores entendessem que árvores são VIDA e quisessem preservá-las valorizariam uma boa equipe de profissionais para cuidar da manutenção das mesmas.


Árvores urbanas se destinam a uma centena de propósitos,
menos o de PRODUÇÃO DE LENHA!


Nota do Notícias de Cataguases:
As fotos são da "poda" realizada na avenida Guido Marlière, tempos atrás, em Cataguases - Elias Júnior.
Apesar de parecer que mora em Cataguases e também se chamar Elias, o autor mora em Muriaé.
Qualquer semelhança dos fatos terá sido mera coincidência!

domingo, 9 de outubro de 2011

Documentário: Lixo extraordinário

Filmado ao longo de dois anos (agosto de 2007 a maio de 2009), Lixo Extraordinário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente. A equipe tem acesso a todo o processo e, no final, revela o poder transformador da arte e da alquimia do espírito humano.

Ficha Técnica

título original:Waste Land
gênero:Documentário
duração:1 hr 30 min
ano de lançamento: 2010
site oficial: http://www.wastelandmovie.com
estúdio: O2 Filmes / Almega Projects
distribuidora: Downtown Filmes
direção: Lucy Walker, João Jardim, Karen Harley

produção: Hank Levine e Angus Aynsley
música: Moby e O Grivo
fotografia: Duda Miranda
direção de arte:

edição: Pedro Kos

Premiações

FESTIVAL DE BERLIMGanhou
Melhor Documentário da mostra Panorama - Voto Popular
Prêmio da Anistia Internacional

SUNDANCE FILM FESTIVAL

Ganhou
Melhor Documentário - Voto Popular

FESTIVAL DE PAULÍNIA
Ganhou
Melhor Documentário - Voto Popular
Prêmio Especial do Júri

Para assitir,  clique aqui:



Grupo Aero e Maria Alcina anunciam show para 2012

Maria Alcina e Dóris recebem o "Aero" nos bastidores.
     Presentes ao espetáculo "Aquarela Mineira de Carmem Miranda", do projeto Cantando a história do Samba, estrelado por Maria Alcina, e Dóris, no teatro Alterosa, no último dia 08, em Belo Horizonte, os integrantes do grupo Aero anunciaram que pretendem realizar um show em Cataguases, em 2012, com a cantora. Ainda não revelaram detalhes, mas a expectativa é grande, já que poderá ser um encontro de gerações, que enaltecem a cultura de Cataguases.
     

Grupo Aero: Emanuel Messias, Agenor Ladeira,
Rafael, Chiquinho, Djê, Osmar e Luiz Paulo
     Para quem nao conhece, o grupo Aero surgiu em 1981, em Cataguases, voltado exclusivamente para a MPB.  Seus músicos: Emanuel Messias, Agenor Ladeira, Rafael, Chiquinho, Djê, Osmar e Luiz Paulo, se reuniram para tocar em quermesses e festas particulares. O primeiro show em público, aconteceu na Praça Rui Barbosa, em Cataguases, no mês de outubro. Numa época em que o ritmo do forró e baião, comandado por Alceu Valença, Elba Ramalho, entre outros, alcançava os primeiros lugares nas paradas de rádios do todo o País., o grupo conseguir se firmar no cenário musical, conquistando muitos fãs.
O grupo despontou para o sucesso em 1981.

     A Formação do GRUPO AERO, se deu graças ao companherismo dos músicos integrantes  onde a vontade de mostrar em Equipe, os trabalhos individuais de cada um fizessem com que o Rafael e Djê, cantassem músicas de Agenor e Emanuel; Osmar, com sua mão amiga, corrigia os defeitos pra que as notas do Violão de Emanuel brotassem com mais sensibilidade; Chiquinho com seu Atabaque cantava e fazia o vocal; Agenor na Sanfona fazia o "duo" de solos com Luiz Paulo na Guitarra.Não deu outra: sucesso total.
    

Alcina: Dona de uma voz inconfundível.
     Já Maria Alcina, é uma Cataguasense dona de uma voz grave e de uma presença de palco contagiante. Ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais como o Troféu Imprensa e Prêmio da Música Brasileira (2 categorias) participou de programas de televisão como a Discoteca do Chacrinha, o Qual é a Música? e todos os outros da época. Percorreu o Brasil com seus shows e ficou conhecida internacionalmente. Sua maneira exótica de se vestir se compara muito a Carmem Miranda. No início de sua carreira, trabalhou durante seis anos em um circo. Entre seus maiores sucessos estão Fio Maravilha (Jorge Ben) — vencedora da fase nacional do Festival Internacional da Canção de 1972 — e Kid Cavaquinho (João Bosco e Aldir Blanc). Com Fio Maravilha, fez o Maracanãzinho vibrar e conquistou o estrelato.

Ronaldo Werneck fala de sua participação no 5° Congresso Brasileiro de Poesia

O poeta Affonso Romano será homenageado pelo festival.

     Pelo quinto ano consecutivo participo do Congresso Brasileiro de Poesia, que se realiza sempre no mês de outubro em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. 

     Organizado pelo poeta Ademir Bacca, o evento dura uma semana e inunda de poetas e poesia a simpática cidade da serra gaúcha. Neste ano, o homenageado será meu amigo de velha data, o poeta Affonso Romano de Sant´Anna. 
     
     Na abertura do Congresso, junto com o letrista Márcio Borges (Clube da Esquina/Parceiro de Milton Nascimento), farei a mediação da palestra de Affonso. Num dos outros dias, seremos eu e Affonso a mediar a palestra do Márcio Borges. Quer dizer, Minas invade a serra gaúcha. Ao lado de outros escritores, inclusive a também poeta Marina Colasanti, mulher de Affonso, todos nós estaremos lançando poemas e livros e mais livros em Bento Gonçalves.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Esgoto começa a ser cobrado este mês, em Cataguases.


Prepare o bolso e o rolo de papel higiênico: novembro tem aumento!
   
   Depois de muita discussão, reclamações e protestos, a COPASA assume o tratamento de esgoto em Cataguases. Desde o dia 1º de outubro, a cidade passa a receber a prestação dos serviços e também a cobrança por ele. A conta começará a chegar no próximo mês e o que se comenta é que o aumento gira em torno de 40 a 45% inicialmente, podendo chegar a 100% quando o serviço estiver na sua plenitude.

    O prefeito alega que coagido pela lei federal, deveria dar um rumo ao tratamento de esgoto no município e  por isso a melhor solução seria a terceirização. Alega também, que a prefeitura não tem capacidade de investimento para administrar um serviço tão complexo e que a tecnologia utilizada pela empresa poderá ser sinônimo de eficiência: microcâmeras para mapear a rede de esgoto e jateamento para desentupir. Estes são os trunfos usados pela empresa para dar um "show" de eficiência.

    Estranho notar que a grande maioria dos prefeitos não resolveram o problema e provavelmente serão presos (pelo menos essa é a tese de alguns em Cataguases). Ninguém é insano de ser contra o tratamento de esgoto, mas o que está em discussão é se o valor é justo ou não.
    Por outro lado, a oposição (especialmente o PT) alega que o contrato foi uma concessão articulada pelo Prefeito William Lobo, para beneficiar uma empresa da base aliada do governador, que o ajudou a eleger. Declaram ainda, que o preço médio da COPASA está bem acima de preços praticados por outras empresas e autarquias e que a prefeitura só terceiriza e não gera empregos na cidade. Fez isso com a coleta de lixo, com a limpeza urbana, fez com o tratamento de esgoto e continuará fazendo. Desvaloriza o servidor pois não executa concurso público e não fez audiências públicas eficientes para ouvir a opinião da população.

    De certo é que o povo vai começar a pagar agora em Novembro e o impacto que causará no custeio das famílias não é pouco. "De grão em grão é que a galinha enche o papo," dizia a minha avó. Pode ser pouco pra quem paga mas é uma "baba",  pra quem recebe. Se fosse tão ruim, ninguém queria . 

   Um radialista disse que é só um "aumentozinho" de 10 reais e que "ninguém vai nem sentir". Talvez ele não sinta porque os gastos com publicidade que a prefeitura vem fazendo em sua rádio (e algumas outras) seja bem pomposo. Para o pequeno, -  Não o vereador. Ele, por sinal, foi contra - falo do Cataguasense pobre, dez reais de esgoto mais dez reais de água, corresponde a quase 5% do seu salário mínimo. Aliás, essa é a média salarial em Cataguases. A cidade empobrece cada vez mais e só quem está "ganhando bem" não vê, ou não quer ver esta realidade. 
    
   Mas voltemos à COPASA. Como clientes, temos o direito de reclamar se o serviço prestado for insuficiente, inclusive amparado pelo código de defesa do consumidor. Para tanto, não se envergonhem de ligar 195 e solicitar o reparo. A "ex-tatal" do governador e do prefeito, que não pagam o piso dos professores, não tem piedade: não pagou, não levou. E fim de papo. 

   Fiquei pensando porém, pra onde vai tanto esgoto? Coletar isso tudo deve dar um trabalhão. Me disseram que segundo a Prefeitura, quem mora na beira do rio e joga o esgoto nele, não vai pagar por enquanto, porque esta taxa de 45% (que coincidência este número!) é para pagar o transporte do esgoto. Ainda bem que o rio não cobra nada!

    Quem acha que vai ver peixinho nadando debaixo das pontes do meia pataca ficará entediado, pois isso vai demorar um pouco mais. Um Cataguasense distraído me disse que "agora a água do rio vai ficar tão limpinha, que vai dar até pra beber!". Lembrei do Papel Noel, descendo de helicóptero no campo do Flamenguinho, quando eu era criança. Eu era feliz e não sabia!

   Queria dar umas dicas pra tentar fugir da cobrança, mas são inviáveis as que consegui pensar: Ir defecar na beira do rio ou ficar com o balde coletando água da chuva, seria muito trabalhoso. Quem sabe fazer uma competição do alto da ponte? Poderia se tornar uma atração turística... Será uma lei de compensação?  - Eu fico na enchente, mas pelo menos não pago taxa de esgoto! - Não moro no centro, mas na minha casa a gente não paga taxa de esgoto!

   Ironias à parte, a situação é conflitante. Tratar o esgoto é necessário. Lucrar com este serviço é o grande objetivo dos capitalistas. Observar o bem da coletividade é o dever do administrador público. Na minha opinião, o diálogo poderia ter ido mais além. A população deveria ter sido esclarecida de uma maneira mais eficaz. Só me resta o sonho para visualizar este dia. Sonhar, não custa nada... pelo menos por enquanto.

Termina nesta sexta Cadastramento Escolar

Termina nesta semana o cadastramento escolar e a matrícula infantil em Cataguases. As vagas são para 17 escolas municipais, uma creche, o Centro Municipal de Educação Infantil, escola Mundo Encantado e as escolas estaduais Professor Clóvis Salgado e João XXIII. As matrículas para a educação infantil é para crianças de quatro meses a cinco anos. Os interessados devem procurar uma destas instituições até a próxima sexta-feira (07) com documentos dos responsáveis e estudantes e comprovante de residência.

 Fonte: Megaminas

Saiba como requerer sua carteira de trabalho em Cataguases

Carteira de Trabalho     A Câmara Municipal de Cataguases firmou Convênio com o Ministério do Trabalho e já está emitindo, através do seu Centro de Atendimento ao Cidadão, a nova Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).
     Para requerer esse documento, a pessoa deve apresentar o seu comprovante de residência, CPF, Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento ou de Casamento, e pesquisa de PIS, caso esteja inscrita em Programas Sociais do Governo Federal. 
     Apesar de ser uma função atípica de uma casa legislativa, o serviço vem atender uma demanda urgente da população Catguasense. Outra reivindicação é a emissão da carteira de identidade, que acontecerá em breve.


O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, na Praça Santa Rita, n° 498 – Centro, das 08:00 às 18:00 horas. - Maiores informações pelo tel.: 3429-1900.