quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Hospital Pronto-Cordis solicita fechamento temporário e transfere pacientes para o HC

Os diretores do Hospital Pronto-Cordis, demonstrando responsabilidade e ética, solicitaram à gerência Regional de Saúde de Leopoldina, autorização para fechamento temporário de sua unidade, situada à Rua Gama Cerqueira, em Cataguases e transferência de pacientes para a Santa Casa de Misericórdia de Cataguases. 
Confira o texto na integra:

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Cidade Administrativa Tancredo Neves
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais
Subsecretaria em Vigilância de Saúde
Superintendência de Vigilância sanitária
Gerência Regional de Saúde de Leopoldina

DESPACHO Nº 004/2012

A Gerência Regional de Saúde de Leopoldina, CONSIDERANDO que a empresa Pronto Cordis Ltda, CNPJ nº 17.704.776/0001-95, com endereço na Rua Gama Cerqueira, nº 70, Centro, Cataguases – MG, sob responsabilidade do Diretor Técnico e da Diretora Clínica, respectivamente, Dr. Jaime Afonso Sousa Netto, CRM/MG nº 36881 e Dra. Ana Rita Ornelas Cunha Sousa, CRM/MG nº45294 entregou em mãos, por meio de seu Diretor Técnico, um documento datado e assinado de 01 de fevereiro de 2012 à Gerente Regional de Saude de Leopoldina e ao Coordenador do Núcleo de Vigilância Sanitária da Gerência Regional de Saúde de Leopoldina, expressando sua preocupação com o atendimento prestado pela Unidade referenciando ainda a grande dificuldade de manter, a partir desta data, rouparia em condições de uso pelos usuários além da grande dificuldade de promover a destinação adequada aos resíduos gerados. Diante do exposto, estamos de acordo com a decisão nos termos do Requerimento e da Ata da Reunião de Paralisação Temporária do Hospital Pronto Cordis realizada em 1º de fevereiro de 2012. A Diretoria do Hospital deve encaminhar a esta Gerência Regional lista completa dos pacientes internados bem como as providências adotadas com relação aos mesmos. O retorno das atividades ficará condicionado a um prévio parecer favorável da Vigilância Sanitária da Gerência Regional de Saúde de Leopoldina.

Cataguases, 01 de fevereiro de 2012.

Maria Cristina Gomes Souza Nobre
Gerente Regional de Saúde de Leopoldina

Sérgio Nogueira Camacho Filho
Coordenador do Núcleo de VISA/GRS/Leopoldina