quarta-feira, 21 de março de 2012

Vereadores aprovam aumento de salários: Prefeito, vice, vereadores e secretários!

 
Elias Júnior é Professor
          É o assunto do momento na internet (Facebook) e nas ruas da cidade: na sessão realizada ontem na câmara de vereadores de Cataguases foi aprovado o aumento de salário do Prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários. Valendo para a próxima legislatura, o Prefeito passará a ter uma remuneração mensal de R$19.400,00 (Dezenove mil e quatrocentos reais); o vice-prefeito R$9.700,00 (Nove mil e setecentos reais); Os vereadores vão receber R$ 8.000,00 (Oito mil Reais). Os Secretários Municipais passarão a receber mensalmente, R$8.000,00 (Oito mil Reais). O Décimo Terceiro salário deverá ser pago até o dia 20 de dezembro e os secretários municipais terão direito a férias anuais de trinta dias. (Os vereadores já gozam férias anuais em mais de 30 dias).
          Algumas sessões atrás, a mesma câmara de vereadores aprovou um “aumento” da cesta alimentação dos funcionários da Prefeitura de R$ 150,00 (Cento e cinqüenta reais) para R$ 200,00 (Duzentos Reais). A proposta do vereador Vanderlei Pequeno (PT) era que fosse aumentada para R$ 300,00 (Trezentos Reais), mas foi rejeitada pelos demais vereadores da base governista, dizendo haver insuficiência de fundos para arcar com as despesas.
          Sabemos que esta mesma Câmara, aprovou a doação de terrenos para parentes de funcionários da Câmara e da Prefeitura, o dia do torcedor do Fluminense, Dia do Karateka e o contrato da COPASA isentando a empresa de impostos, durante 30 anos, entre vários outros benefícios. A população já paga um acréscimo de 45% em sua conta d'água para transportar o esgoto. A coleta e o tratamento ainda não iniciaram. Quando isto ocorrer, o aumento poderá chegar a 100%.
      O projeto aprovado ontem deveria tramitar em dois turnos, mas a pedido do Vereador Guilherme da Faculdade, foi votado em caráter de urgência em apenas uma única sessão. Já o vereador Vanderlei Pequeno apresentou uma proposta de supressão da criação do 13º salário, mas foi rejeitada por todos os demais.
         Os vereadores que aprovaram o aumento são da base do prefeito William e com esta atitude o prefeito ficou numa situação no mínimo, delicada. O projeto seguirá para sua aprovação ou rejeição. Se rejeitar, vai desagradar os vereadores que o ajudaram a aprovar o contrato da COPASA, mas se aprovar, o povo ficará ainda mais insatisfeito. A cobrança da COPASA está revoltando a população, mas um aumento do próprio salário, em ano eleitoral, é um verdadeiro “tiro no pé”.