sábado, 30 de junho de 2012

O som das Alagoas nas Minas Gerais

WadoWado? E quem é Wado?

Por Fernanda Brasileiro  
Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho


Ele é underground e pop ao mesmo tempo. Aliás, prá muitos críticos tem sido apontado como a salvação do pop brasileiro. E segundo o jornalista Vladimir Cunha, “Wado faz um som de fusão, que consegue apontar uma saída para a música brasileira sem cair no regionalismo de ocasião ou na desgastada fórmula mangue bit”. Wado é catarinense mas naturalizado de Alagoas, e agora chegou a vez de Cataguases conhecer o som do “cara” mais “inventivo” na nova MPB, através doProjeto Usina Cultural, que tem o patrocínio da Energisa, pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho e produção de Fausto Menta. O show de Wado é neste sábado, dia 30 de junho, às 21h, no Anfiteatro Ivan Muller Botelho(Av. Astolfo Dutra, 41-Centro-Cataguases-MG). Os ingressos custam R$5,00 ou podem ser trocados por um pacote de fralda descartável (geriátrica ou infantil).

Wado  sempre participa de projetos e festivais importantes no cenário nacional.  Já esteve no Rec Beat eCoquetel Molotov,  em Pernambuco;  Goiânia Noi,Goiás; Com: Tradição Projeto Rumos (Itaú Cultural), em São Paulo; FMI, em Brasília; Feira da Música do Ceará II Mostra BNB da Canção Brasileira Independente, no Ceará; III Festival Se Rasgum, no Pará; Projeto Música em Todos os Ouvidos, na Bahia, entre outros. Wado é inteligente e pop ao mesmo tempo e está monstrando que o som produzido no nordeste é de extrema qualidade e criatividade. Com letras simples e eficientes Wado consegue equilibrar o lado poético e contestador em suas obras. “No início eles ficaram meio desconfiados do meu do meu som porque não tinha o padrão das gravações feitas no sudeste, mas era isso mesmo que eu queria. Estou fora do eixo Rio-São Paulo e acho interessante criar o meu próprio padrão”, comenta Wado.

Wado, que também é jornalista,  é o nome artístico de Oswaldo Schlikmann Filho. O primeiro CD, “Manifesto da Arte Periférica”, lançado em 2011, foi aclamado pela crítica. Até agora Wado já lançou cinco CDs e por aí vem muito mais. Apesar de morar em Alagoas, Wado mantém uma agenda constante de show pelo Brasil e alguns no exterior. Já teve músicas de sua autoria gravadas por Zeca Baleiro, Marcos Valle  e pela cataguasense Maria Alcina.

Show WADO
Dia: 30 de junho de 2012
Local: Anfiteatro Ivan Müller Botelho (Av. Astolfo Dutra, 41 – Centro-Cataguases)
Ingressos: R$5,00 ou pacote de fralda descartável (a venda é no CCHM-Rua Cel Vieira, 10-Centro-Cataguases e no Anfiteatro Ivan Muller Botelho-Av. Astolfo Dutra, 41-Centro-Cataguases))
Telefone: 32 – 3429-6424
Censura 14 anos