domingo, 16 de setembro de 2012

Governo Federal destina R$ 900 milhões a prevenção de enchentes em cidades mineiras. Muriaé e uma delas.




O Plano Nacional de Gestão de Risco lançado pela presidente Dilma em agosto último contempla sete cidades mineiras com a execução de projetos de prevenção e combate aos efeitos de inundações, que somam cerca de R$ 900 milhões. A informação é da Secretaria de Estado de Transportes dada à Comissão Especial das Enchentes na Assembleia durante audiência realizada esta semana. As sete cidades foram as primeiras contempladas porque já tinham os projetos prontos para serem executados: Belo Horizonte, Betim, Contagem (Região Metropolitana), Muriaé (Zona da Mata), Santa Rita do Sapucaí, Itajubá e Pouso Alegre (Sul de Minas).

As ações serão focadas em duas vertentes: a preventiva, com a execução de estudos e projetos, intervenções nos leitos de rios e contenção de encostas; e a corretiva, com a recuperação de trechos rodoviários e outras áreas afetadas e a reconstrução de pontes, entre outras iniciativas.

No total, o Plano Nacional de Gestão de Risco e Resposta a Desastres Naturais tem investimentos de R$ 19 bilhões para o todo o País até 2014 e inclui um mapeamento de cerca de 800 cidades que mais sofreram com enchentes nos últimos anos.