quinta-feira, 26 de março de 2015

O que Cataguases deve aprender com a cidade de Ubá? Descubra também você.

Antes de mais nada, quero dizer que em hipótese alguma quero rivalizar as cidades de Cataguases e Ubá. O objetivo deste post é auxiliar na busca de bons exemplos para nossa Cataguases.

Os municípios brasileiros passam por muitas dificuldades pois dentre variados motivos está a má distribuição dos impostos, concentrando a maioria nas mãos da união. Estima-se que aproximadamente 70% do volume de impostos ficam com o governo federal e apenas 30% com os Estados e municípios. Buracos, atendimento médico insuficiente frente à demanda, falta de recursos para investimentos em obras de saneamento básico e infraestrutura mínima, salários atrasados e secretarias fragilizadas pela insuficiência de recursos humanos e recursos materiais são os gargalos que os gestores públicos enfrentam no dia a dia, especialmente dos pequenos municípios Brasileiros como Cataguases e Ubá.

Exatamente pelo aperto financeiro e grande volume de demandas da população, as iniciativas que geram bem estar social e que exigem poucos investimentos devem ser valorizadas. Recentemente visitando o município de Ubá, realizei algumas fotografias para registrar ações que se enquadram nesta definição. Vamos lá:

A primeira foto que destaco é o bicicletário. Há anos venho defendendo que Cataguases necessita de espaço para as magrelas. Qualquer cidadão mais desatento perceberá que em nossa cidade o número de praticantes de ciclismo aumentou. Não obstante, investir no espaço para essas bicicletas é uma maneira inteligente de agradar a população, contribuir para melhorar o trânsito, evitar poluir o meio ambiente, promover a prática de um exercício físico e por fim promover o lazer e qualidade de vida. Quer saber o custo de um bicicletário com dez vagas? Cerca de R$ 400,00. Bom, se tivéssemos pelo menos 50 destes, espalhados pelo centro de Cataguases o custo da Prefeitura não ficaria longe de R$ 20.000,00. Para uma cidade que possui um orçamento de cerca de 100 milhões...

Ainda na mesma batida segue uma ciclofaixa, que entre outros argumentos a seu favor está o incentivo à prática de um modal de transporte que cresce em todo mundo. Em Ubá, a ciclofaixa é realidade há bastante tempo. Cataguases pode fazer um projeto similar na Avenida Meia Pataca. O que acham da ideia?

Outra foto que merece destaque é esta. Nela estão os coletores de resíduos sólidos para a Coleta Seletiva. Bandeira de movimentos sociais e sendo Cataguases administrada por um governo de esquerda, a coleta seletiva era para ter deslanchado na administração atual. Quando eu era presidente da Associação de Moradores dos Bairros Meneses e Bandeirantes, iniciamos um processo de coleta seletiva em parceria com diversas organizações da sociedade civil. A Prefeitura de Cataguases naquela época avançou no diálogo sobre os direitos do Catadores reconhecendo o acesso livre no transporte público, no bolsa reciclagem e no apoio à coleta, através do caminhão que carrega os "bags" dos resíduos secos. Hoje pouco se avançou na coleta seletiva. As ações são muito tímidas e o apoio de organizações como a Cáritas e Petrobrás, são isoladas das intencionalidades da Prefeitura Municipal de Cataguases. Em Ubá, em parceria com a Energisa a Prefeitura também incentiva  a reciclagens de garrafas pet, embalagens plásticas, plásticos, papel, papelão, alumínio, latas, metais e óleo de cozinha usado. Todo o material que a população leva para reciclar, ajuda ao meio ambiente, gera desconto na conta de energia elétrica e elimina criadouros do mosquito da dengue.

Mais uma fotografia: dessa vez vamos falar de Educação. Depois de ter uma escola entre as melhores do Brasil no IDEB - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, a cidade agora conta na rede municipal com salas de aula climatizadas. Isso mesmo! Com o calor beirando 40º C este conforto poderá influenciar decisivamente na melhoria da Educação na rede municipal de Ensino daquela cidade. Quem é Professor (como eu sou) sabe o que é enfrentar uma tarde ensolarada em Cataguases. As crianças ficam ainda mais agitadas com o calor e o mau estar é inevitável. Nota 10 para esta iniciativa.

Outro flagrante registrado foi as empresas de moto táxis. Enquanto Cataguases ainda está engatinhando na lei de autorização de exploração do serviço, em Ubá já existe há tempos este serviço. Barato, rápido e que auxilia no fluxo do trânsito ao diminuir o uso de automóveis. Existe inclusive empresas de moto táxi só para "elas". Um detalhe importante: aos domingos o serviço funciona e o cliente pode ligar que será prontamente atendido. Em Cataguases como está o serviço de táxi aos domingos, feriados e no período da noite? Façam seus comentários... 


Por fim deixei para falar de uma promessa de campanha ainda não cumprida em Cataguases: o orçamento participativo. 

O orçamento participativo visa ampliar e aprimorar o debate entre a população e o Governo Municipal sobre as obras que devem ser feitas na cidade. 

Em Ubá-MG, o Programa "Orçamento Participativo" mapeou a cidade em 17 regionais, cada uma delas abrigando bairros principais (que dava o nome à regional) e bairros adjacentes. Aconteceram 17 reuniões com essa regionais. 

Nelas as comunidades puderam escolher (em votação) uma obra prioritária (que variaram entre 65 mil a 150 mil reais) para atender os bairros envolvidos e, mais uma obra indicada de interesse comum para a cidade, esta a ser votada por delegados (escolhido na proporção de 1 para cada 5 participantes das reuniões nas regionais)num Congresso final que foi realizado no CAIC. 

Além das obras decididas pelas 17 regionais (quadras poliesportivas, calçamento de ruas, reforma do cemitério, construção de poço artesiano, etc) foi realizada a construção de uma obra comum para a cidade: a passarela "Santinho Barreto". 

Em breve postarei ideias inovadoras e boas práticas de cidades ao redor de Cataguases. O que acharam da postagem? Espero que tenham gostado. 

Obs.: Estas fotos foram disparadas por este ordinário blogueiro.